Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/123456789/3424
Título: O PATRIMÔNIO NATURAL E O TURISMO CULTURAL Um estudo sobre o potencial turístico da Pedra Itaúna CARATINGA - MG 2019
Autores: STEIN SOARES, FERNANDA
Data: 30-Dez-2019
Editora: Atualmente as preocupações preservacionistas, juntamente da inserção da consciência ecológica no meio social têm aumentado significativamente, sendo assim, a proteção dos Patrimônios Naturais como monumentos de grande valor histórico, natural e cultural para a sociedade em que este está inserido é de notável importância. Diante deste fato, ao estabelecermos o Turismo Cultural em tal patrimônio, pode-se resultar na atenção dos indivíduos para tais monumentos naturais, sendo uma excelente forma de salvaguardá-los, visto que ao promover o uso do bem pela população, resultará no pertencimento do mesmo. Sendo assim, o Patrimônio Natural aqui estudado é a Pedra Itaúna. Localizada na cidade de Caratinga, no Vale do Rio Doce, esta se destaca entre as suntuosas montanhas da região, sendo considerada um marco da cidade, apresentando um grande potencial turístico. Contudo, esta dispõe de problemáticas relacionadas à falta de apropriação, visto que a população local quase não tem contato com a pedra. Esse distanciamento entre o patrimônio e a sociedade ocorre devido a vários fatores, sendo eles: a dificuldade de acesso, que se dá pela falta de manutenção da estrada; a pouquíssima sinalização e iluminação; o fato de não haver nenhum ambiente voltado para a recreação no topo da Pedra, e, sobretudo a ausência de incentivo por parte dos órgãos públicos na utilização e preservação deste espaço, bem como na sua conservação. Entretanto, mesmo insatisfeitos com as problemáticas destacadas anteriormente, uma minoria da população ainda frequenta a Pedra, seja para a prática de esportes radicais, como rapel e salto de paraglaider, para eventos religiosos, ou apenas para apreciar a vista, fatos estes que evidencia a relevância do estudo desta região, em virtude de que tal estudo tem em vista a salvaguarda deste Patrimônio Natural, bem como na sua inserção na sociedade, de forma a promovê-lo como ponto turístico, sem interferências na sua autenticidade. Sendo assim, o presente trabalho busca analisar a viabilidade projetual de um Centro Turístico para a Pedra Itaúna e dessa forma despertar o pertencimento e consequente uso de sua população, resultando na salvaguarda do bem em questão. Palavras chave:
Citação: Relatório final, apresentado a Faculdades Doctum de Caratinga, como parte das exigências para a obtenção do título de bacharel em Arquitetura e Urbanismo.
Resumo: Atualmente as preocupações preservacionistas, juntamente da inserção da consciência ecológica no meio social têm aumentado significativamente, sendo assim, a proteção dos Patrimônios Naturais como monumentos de grande valor histórico, natural e cultural para a sociedade em que este está inserido é de notável importância. Diante deste fato, ao estabelecermos o Turismo Cultural em tal patrimônio, pode-se resultar na atenção dos indivíduos para tais monumentos naturais, sendo uma excelente forma de salvaguardá-los, visto que ao promover o uso do bem pela população, resultará no pertencimento do mesmo. Sendo assim, o Patrimônio Natural aqui estudado é a Pedra Itaúna. Localizada na cidade de Caratinga, no Vale do Rio Doce, esta se destaca entre as suntuosas montanhas da região, sendo considerada um marco da cidade, apresentando um grande potencial turístico. Contudo, esta dispõe de problemáticas relacionadas à falta de apropriação, visto que a população local quase não tem contato com a pedra. Esse distanciamento entre o patrimônio e a sociedade ocorre devido a vários fatores, sendo eles: a dificuldade de acesso, que se dá pela falta de manutenção da estrada; a pouquíssima sinalização e iluminação; o fato de não haver nenhum ambiente voltado para a recreação no topo da Pedra, e, sobretudo a ausência de incentivo por parte dos órgãos públicos na utilização e preservação deste espaço, bem como na sua conservação. Entretanto, mesmo insatisfeitos com as problemáticas destacadas anteriormente, uma minoria da população ainda frequenta a Pedra, seja para a prática de esportes radicais, como rapel e salto de paraglaider, para eventos religiosos, ou apenas para apreciar a vista, fatos estes que evidencia a relevância do estudo desta região, em virtude de que tal estudo tem em vista a salvaguarda deste Patrimônio Natural, bem como na sua inserção na sociedade, de forma a promovê-lo como ponto turístico, sem interferências na sua autenticidade. Sendo assim, o presente trabalho busca analisar a viabilidade projetual de um Centro Turístico para a Pedra Itaúna e dessa forma despertar o pertencimento e consequente uso de sua população, resultando na salvaguarda do bem em questão. Palavras chave: Patrimônio Natural; Turismo Cultural; Centro Turístico.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/3424
Aparece nas colecções:Arquitetura e Urbanismo

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TCC FINAL FERNANDA STEIN SOARES.pdf5.3 MBAdobe PDFVer/Abrir
APRESENTAÇÃO TCC II.pdf6.03 MBAdobe PDFVer/Abrir
08.jpg8.43 MBJPEGVer/Abrir
07.jpg6.8 MBJPEGVer/Abrir
06.jpg5.38 MBJPEGVer/Abrir
05.jpg8.56 MBJPEGVer/Abrir
04.jpg3.49 MBJPEGVer/Abrir
03.jpg6.26 MBJPEGVer/Abrir
02.jpg8.65 MBJPEGVer/Abrir
01.jpg6.57 MBJPEGVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.